carnes, clássicos, receitas, regionais

Minha receita de Baião de Dois

Ando numa onda de me arriscar pelos pratos regionais desse imenso país. Ganhei de aniversário o lindo livro da Alice Granato, Sabores do Brasil, e acho que ele está influenciando minhas escolhas.
Daí foi estar na feira e ver um cara debulhar feijão de corda pra me animar a fazer um Baião de Dois.

Sempre tenho muito cuidado quando publico por aqui esse tipo de receita, normalmente são seculares e meio rígidas, e fazer alguma alteração nelas pode deixar os mais tradicionais chateados.
Por outro lado, cozinhamos por prazer e acho que temos o direito de fazer ajustes de acordo com nosso gosto pessoal. É o que já fizemos por aqui no Escondidinho da Pri ou nesta Peixada, por exemplo.
Então já peço desculpa aos nossos leitores cearenses se cometi algum sacrilégio com esse prato tão especial. E aceito convites para ir até aí experimentar um Baião de verdade e conhecer essa terra bonita!  😉
Agradeço também a Luna, do Quiche de Macaxeira, onde também busquei algumas referências.

Algumas informações pertinentes:
Errei um pouco a mão nas proporções entre feijão, arroz e carne de sol. Mas na receita que você lê abaixo já coloco minha sugestão pra não sobrar nem faltar nenhum ingrediente.

Algumas etapas podem ser antecipadas, como dessalgar a carne de sol e prepará-la um ou até dois dias antes. Penso que o feijão também pode ser cozido na véspera (guarde a água do cozimento, veja a receita), tudo devidamente embalado e resfriado. Aí para o dia de servir sobra só preparar o arroz e fazer a mistura.

Ingredientes:
(serve 8 a 10 pessoas)
3 xícaras (chá) de arroz branco
1/2 kg de feijão de corda ou feijão verde (se não encontrar não sofra:
500g de carne de sol
300g de linguiça calabresa
100g de bacon em cubinhos
300g de queijo coalho (usei 4 espetos cortados em cubos)
1 pimentão vermelho pequeno
1 cebola grande
2 dentes de alho
50g de manteiga de garrafa
salsinha ou coentro a gosto
2 tomates
sal a gosto

Preparo:
Na véspera dessalgue a carne de sol, deixando de molho na água, troque-a pelo menos 3 vezes.
Prepare o feijão.
Refogue o bacon e dois dentes de alho picados, assim que dourar acrescente o feijão e água e cozinhe até ficar al dente. Escorra e reserve a água do feijão para cozinhar o arroz.
Eu comprei o feijão novo, então cozinhei em menos de 30 minutos, mas isso pode variar muito se o feijão for seco ou de outro tipo.

Em outra panela, refogue a calabresa cortada em cubos ou fatias finas, assim que dourar acrescente a carne se sol,  cebola, tomate e o pimentão. Todos cortados em cubos também. Cozinhe até a carne ficar macia. Eu usei a panela de pressão, em 30 minutos estava pronto.

Agora é só preparar o arroz seguindo sua receita preferida e usando a água que cozinhou o feijão.
Quando começar a secar acrescente o feijão, manteiga e a mistura da carne de sol e o queijo coalho. Misture bem e finalize com a salsinha ou coentro.

Pra acompanhar preparei um purê de abóbora, couve refogada e uma farofinha temperada, claro que não pode faltar uma pimentinha. 😉

E no som, vamos de Gilberto Gil com essa versão de grandes clássicos do Rei do Baião.

www.saborsonoro.com.br