Categoria

clássicos

clássicos, fazenda, receitas, viagens

Mais um passeio pela fazenda

____

Vez o outra me pego tentando buscar na memória o que guardei das experiências que tive na idade dos meus filhos.

Mesmo já meio embaçadas pelos 30 e poucos anos de distância, as viagens sempre estão lá: a primeira vez que vi o mar em Vitória, as férias em Brasília e os longos passeios a pé com o vô Jesus, o Pastifício e a casa da vó Helena em Catanduva. Nesse “back to 80’s” dá uma dorzinha aguda de saudade, mas tenho a certeza que fui uma criança muito feliz.

Continue lendo
carnes, clássicos, frança, receitas

Meu Boeuf Bourguignon

Boeuf Bourguignon

Antes de falarmos da receita acho importante explicar uma questão sobre a palavra “meu” no título deste post.

Já percebi que sempre que publico alguma receita mais tradicional como moqueca, cozido português, carbonara e pratos do gênero, sempre alguém comenta bravo algo do tipo:

“Mas como você não coloca coentro na moqueca?”
“Mas como você troca endro por cheiro verde no gravlax?”
“Mas esse cozido português não é um Cozido Português.”

Continue lendo
clássicos, receitas

Farofa da mamãe

farofa

Minha mãe costuma dizer que tem o privilégio de ter dois filhos cozinheiros porque ela não cozinha lá essas coisas. Conversinha de quem quer um elogio. 🙂
Ela pode não ter passado a vida no fogão, afinal, formada em letras e artes-plásticas, sempre trabalhou com publicidade como uma redatora e criativa excepcional.
Mas a genética é boa e ela herdou muitas competências gastronômicas da Dona Teresa, a vó que faz os melhores biscoitos de polvilho da galáxia.

Continue lendo
ano novo, ao forno, aves, carnes, ceia, clássicos, datas especiais, eu que fiz, fácil, frutas, natal, receita, receita de domingo, receitas

Love Me Tender

Eu sei… uma vegetariana de meia tigela.

O Marcel e eu estávamos planejando o almoço desse Domingo, nosso ensaio para a ceia. Ele disse que queria fazer algum prato com tender. Saiu a lampadinha em cima da minha cabeça com a imagem dessa receita, afinal ele não precisa ser sempre apresentado com aquele xadrezinho cheio de cravos né?

Eu ia preparar as sobremesas (outras tantas lampadinhas que chegarão em breve aqui no blog).

Continue lendo
aves, clássicos, frango, receitas

Frango ao molho de vinho

Sou meio encanado com restaurantes que usam termos desnecessários na descrição dos pratos só pra parecer mais bacana ou pra colocar alguns R$ a mais na conta.
é velouté quando poderia ser só um caldinho
é confit só porque foi conservado em óleo
é coulis quando podia ser calda mesmo
Antes de algum chef ficar bravo comigo, quero deixar claro que não sou nenhum defensor paranóico da lingua portuguesa nem acho que esses e outros termos devam ser proibidos nos cardápios, provavelmente se alguém procurar aqui no blog mesmo vai achar essas “internacionalizações”.
Você tem um bistrô ou segue a receita tradicional francesa? Pode chamar de boeuf bourguignon, se não, porque não chamar de carne de panela ou cozido de carne? Mais honesto, mais bacana.
E se você gosta de cozinhar, não fique com medo de arriscar uma receita porque tem um nome sofisticado, muitos pratos clássicos (e deliciosos) são simples de fazer.
Essa receita por exemplo, é cópia quase exata da Caçarola de frango com vinho do livro A autêntica culinária francesa, que na verdade é uma variação do Coq au Vin, uma das receitas mais tradicionais daquele país.

A não ser que você queira usar um autêntico vinho da Borgonha, não há nenhum ingrediente caro ou raro nesta receita, e provavelmente você já fez algo muito parecido antes. Quer ver?

=&1=&=&2=& Espalhe a farinha em um prato raso, tempere com sal e pimenta e passe o frango até ficar ligeiramente coberto. A farinha ajudará a engrossar o molho enquanto cozinha. Reserve.Aqueça o óleo em uma panela, de preferência de ferro ou com o fundo bem grosso, adicionae a cebola, o bacon, a cenoura e o alho; refogue por 5 minutos ou até ficarem tenros, mas sem escurecer. Tire da panela e reserve.

Coloque o frango na panela e deixe em fogo médio por 8-10 minutos, virando quando necessário, até ficar com a coloração uniforme. Adicione o vinho e deixe por 10-12 minutos, até reduzir à metade. Junte o caldo e a mistura de cebola e deixe ferver em fogo alto. Retire a gordura da superfície, diminua o fogo e cozinhe parcialmente tampado por 15 – 20 minutos.

Continue lendo
carnes, clássicos, receitas, regionais

Minha receita de Baião de Dois

Ando numa onda de me arriscar pelos pratos regionais desse imenso país. Ganhei de aniversário o lindo livro da Alice Granato, Sabores do Brasil, e acho que ele está influenciando minhas escolhas.
Daí foi estar na feira e ver um cara debulhar feijão de corda pra me animar a fazer um Baião de Dois.

Sempre tenho muito cuidado quando publico por aqui esse tipo de receita, normalmente são seculares e meio rígidas, e fazer alguma alteração nelas pode deixar os mais tradicionais chateados.
Por outro lado, cozinhamos por prazer e acho que temos o direito de fazer ajustes de acordo com nosso gosto pessoal. É o que já fizemos por aqui no Escondidinho da Pri ou nesta Peixada, por exemplo.
Então já peço desculpa aos nossos leitores cearenses se cometi algum sacrilégio com esse prato tão especial. E aceito convites para ir até aí experimentar um Baião de verdade e conhecer essa terra bonita!  😉
Agradeço também a Luna, do Quiche de Macaxeira, onde também busquei algumas referências.

Continue lendo
clássicos, italiana, macarrão, pratos tradicionais, receitas, sabor animado, vegetarianas, vegetariano

Sabor Animado # 3 Massa fresca. Mamma mia ma che bontà!

Uma das melhores experiências gastronômicas que alguém pode presenciar na Itália é esse… o nascimento de um bel piatto di pasta! Acho que é herança passada por código genético, eles já nascem sabendo. Pra nós o que parece uma atividade complexa, pra eles parece simples como sentar e tomar um café, já passado. Todas as avós fazem. As mamães fazem. As donas de casa e os jovens também fazem. Então…façamos! Vamos fazer massa fresca!
Antes de tudo, acredite, você consegue!

Continue lendo
carnes, clássicos, prato único, receitas

Minha receita de carne de panela com legumes e um protesto/esclarecimento

Não sou o Rogério Fasano, não entendo tudo de gastronomia, e infelizmente, não sou dono de restaurantes e hotéis bacanas.
Mas algumas semelhanças nos aproximam, também tenho sobrenome italiano e também sofro desse problema aqui ó:

Pois é, gostar de cozinhar e ter um blog faz com que os convites para comer em outras casas diminua a cada dia, isso acontece ou porque sou chato ou porque as pessoas pensam que eu só gosto de comer coisas sofisticadas e/ou exóticas.
Como quero acreditar que não sou chato (como todo chato acredita), entendo que passo com o blog uma idéia equivocada sobre minhas preferências culinárias. Aproveito este post para fazer alguns esclarecimentos:

Continue lendo
ao forno, carnes, clássicos, receitas

Escondidinho da Pri

Nossa “cumadre” Priscila faz um Escondidinho famoso, toda vez que acontece algum evento que cada um leva um prato fico torcendo para a Pri chegar com um refratário cheio desta gostosura..rs
Finalmente ela fez aqui em casa e consegui a receita que compartilho com vocês.
Neste dia, mais de 10 pessoas comeram muito bem, então as quantidades descritas aqui rendem bastante. Pode fazer que é sucesso garantido!

Continue lendo