ao forno, carnes, receitas

Novo de novo (e uma receita de costela de porco)


IMG_0446-3

colagem_costela

Em tempos de redes sociais onde a grande maioria só tem tempo (ou vontade) de curtir, de ver uma foto, de rolar para a próxima imagem e de ler algumas poucas palavras o formato “blog” as vezes me parece algo ultrapassado, pesado e desinteressante.

Mas como sou “das antigas” insisto neste espaço: o Sabor Sonoro nasceu com o propósito de guardar minhas memórias gastronômicas-musicais-etílicas-viajantes organizadas em um canto que posso chamar de meu.

Só que as vezes a gente cansa do nosso canto, fica tempo demais no mesmo e já não vê muita graça em estar por ali, mas já reparou como é só trocar um móvel de lugar e uma cor da parede que a gente volta a gostar dele?

O blog estava precisando desse “tapa”, para que a meu gosto de estar por aqui voltasse a ser como antes, queria um espaço mais leve e claro, com mais destaque para as imagens e navegação mais fácil.
Algo como quebrar umas paredes, colocar uns quadros novos e chamar os amigos para conhecer o seu novo lar.

Então sejam bem-vindos! Espero que gostem do novo visual.
Gostaria muito de saber a opinião de vocês. Ficou bonito? Está mais fácil de navegar?

Ah! Não posso deixar de agradecer a Amanda, da equipe de Digital da R&B e também ao Rafael da Flow pela força com esse novo layout. Valeu demais!

costela_tempero_2
Mas vamos ao que interessa: comida!
Estava com desejo de comer costelinha de porco há alguns dias e neste Sábado resolvi testar uma combinação de temperos que vi em várias receitas gringas de barbecue.
Quero dizer o seguinte: com certeza foi a melhor costela que preparei em casa. O tempero ficou delicioso e a carne se soltava dos ossinhos apenas com o toque do garfo. Minha boca enche de água só de lembrar.
O segredo aqui é o seguinte: fogo muuuuito baixo e por muuuuito tempo.  Minha dica: tempere na noite anterior e coloque no forno logo que acordar, garanto que vai ficar feliz com o resultado.

IMG_0620-2
Ingredientes: 

– 2.5 kg de costela de porco

Mistura “líquida”:
– 200 ml de vinho branco seco
– suco de 1 limão
– 4 dentes de alho picados
– 1 colher de mostarda (usei a com grãos)
– 1 colher de azeite de oliva
– um pouco de mel para pincelar na hora de dourar

Mistura “seca”: 
– 3 colheres (sopa) de sal
– 3 colheres (sopa) de açúcar mascavo
– 1 colher (sopa) de orégano desidratadado
– 1 colher (sopa) de páprica doce (ou a picante se preferir )
– 1 colher (sopa)  de salsinha e cebolinha desidratada
– 1 colher (sopa) de pimenta rosa
– 1 colher (sopa) de pimenta do reino
– 1 colher (sopa) de semente de coentro

Preparo:

Coloque a costela para marinar na mistura líquida enquanto prepara a seca.
Prepare a mistura seca quebrando todos os grãos em um pilão e depois misturando com os demais ingredientes. Penso que colocar tudo em um processador também funciona.
Passe a mistura seca por toda a costela e a enrole bem em papel alúmino.
Coloque em uma forma e leve para o forno em temperatura bem baixa. Por aqui deixei 4 horas a 130º.
Agora é tirar o papel alúminio e pincelar com o líquido da forma e um pouco de mel. Coloque em temperatura bem alta ou ligue o grill se tiver essa opção e deixe até dourar.

Pra acompanhar fomos com a deliciosa Farofinha da Dani e banana-da-terra assada. Foi lindo! 🙂

IMG_0630-2
E pra acompanhar, o grande Arnaldo Antunes. A casa é sua. 🙂